A&P Advogados - Ética e eficiência na assessoria aos nossos clientes

Advocacia Trabalhista

em São Paulo

Inovação, Ética e Eficiência
na assessoria aos nossos clientes

O Andrade e Pinto Advogados possui estrutura para a orientação e defesa dos interesses dos empregados empregadores, especializando-se na área de DIREITO DO TRABALHO.

Os profissionais atuam de maneira decisiva na propositura e no acompanhamento de ações trabalhistas, adotando procedimentos segmentados específicos para assegurar a eficiência e a agilidade que caracterizam os serviços prestados, dentre os quais:

  • Reclamação Trabalhista;
  • Rescisão indireta;
  • Verbas rescisórias, horas extras, adicionais de insalubridade, periculosidade, noturno;
  • Acidente de Trabalho;
  • Justa causa indevida;
  • Assédio Moral;

Avaliamos e se necessário reivindicamos possíveis irregularidades em contrato de trabalho, rescisões, férias, horas extraordinárias, reenquadramento salarial, plano de carreira, justa causa, equiparação salarial, reintegração, danos morais, LER (lesões por esforços repetitivos), assédio moral, entre outros.

Por questões estratégicas, nosso escritório está localizado a 500 (quinhentos) metros da estação São Bento, próximo ao Viaduto Santo Efigênia, no Centro de São Paulo.

Solicite uma consulta agora mesmo!


Deixe sua mensagem ou ligue para nós. O seu contato é muito importante, será um prazer lhe atender.

Entrar em contato

Acompanhe nossos artigos

11 de janeiro de 2018
Processo de admissão: o que pode ser considerado como prática abusiva

Processo de admissão: o que pode ser considerado como prática abusiva

Na hora de admitir um novo empregado, as empresas utilizam critérios próprios de avaliação para encontrar o profissional mais adequado ao perfil da vaga. Contudo, durante o processo de admissão, algumas práticas do empregador podem ser consideradas abusivas. A empresa que busca por colaboradores tem responsabilidade perante a justiça do trabalho desde a divulgação da vaga. Para identificar qualquer atitude não prevista em lei, portanto, é necessário conhecer a legislação e os direitos do trabalhador. A seguir, você vai entender de vez quais são as condutas vedadas pela legislação no processo de admissão: Discriminação no processo seletivo ou descrição da vaga A empresa não pode exigir determinada idade, sexo, estado civil ou etnia do candidato, exceto em casos justificados, quando a atividade exige essas especificações de forma notória pela sociedade ou especificação legal. Essa conduta é considerada ilegal pelo art. 373-A da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Além das situações especificadas na lei, qualquer discriminação que ofenda os direitos humanos ou qualquer outro direito do candidato — como as baseadas em […]
31 de agosto de 2017
Quais são os direitos trabalhistas de funcionários terceirizados?

Quais são os direitos trabalhistas de funcionários terceirizados?

A terceirização é um tipo de trabalho que consiste na utilização dos serviços de funcionários de uma empresa — que se denomina prestadora de serviços — por outra empresa. Até a aprovação da Lei da Terceirização (Lei n. 13.429/17), era permitida apenas a terceirização de atividades meio, ou seja, aquelas que não tinham ligação direta com a finalidade da empresa. Porém, atualmente, qualquer atividade pode ser terceirizada e essa mudança na legislação traz diversas dúvidas aos trabalhadores sobre os direitos dos funcionários terceirizados. Por esse motivo, preparamos este texto para esclarecer as principais dúvidas sobre direitos trabalhistas de funcionários que trabalham nessa situação. Acompanhe! Direitos trabalhistas de funcionários terceirizados O vínculo empregatício do funcionário terceirizado é com a empresa que presta o serviço e, desse modo, será remunerado por ela. Portanto, podem haver algumas diferenças entre os empregados contratados e os terceirizados — seja em relação ao salário, jornada de trabalho ou outras cláusulas contratuais. Remuneração O trabalhador que é contratado de forma terceirizada também tem direito a receber férias, 13º salário, aviso […]
7 de dezembro de 2017
Qual a data limite para receber o salário?

Qual a data limite para receber o salário?

Ao conseguir um novo emprego e assinar o contrato de trabalho, o empregado iniciará a prestação de serviços para o empregador e, dentro dos prazos legais, terá o direito ao recebimento do salário, que deverá incluir todas as verbas previstas pela legislação. A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) regula esse pagamento, estipulando os prazos e a forma como deve ser feito esse procedimento. Para explicar melhor esse assunto, preparamos este post explicando qual é o prazo para receber o salário e outras particularidades do assunto. Continue a leitura e saiba mais! Prazo para receber o salário De acordo com o artigo 459 da CLT, o pagamento do salário deve ser feito, no mínimo, mensalmente — exceto no caso das comissões, gratificações e percentagens. Isso quer dizer que, ao negociar o salário com o empregador, não pode haver o pagamento trimestral ou semestral, por exemplo. Porém, se houver gratificações e comissões o prazo pode ser maior, não havendo definido legalmente um limite. A norma ainda determina que, nos casos de […]
10 de abril de 2018
Entenda a importância das regras de ergonomia no trabalho!

Entenda a importância das regras de ergonomia no trabalho!

A origem da ergonomia não pode ser definida com total precisão. Sua principal causa foi o surgimento de problemas operacionais físicos, fisiológicos e mentais entre trabalhadores que sofrem com a pressão do mundo contemporâneo. O avanço tecnológico dos últimos séculos é outro fator que contribui para tal quadro. A ergonomia no trabalho tem o objetivo de assegurar um ambiente mais saudável, que propicie qualidade de vida e bem-estar ao empregado. Neste post, falaremos sobre como isso é possível. Acompanhe! O significado de ergonomia O termo “ergonomia” deriva das palavras gregas “ergon” (“trabalho”) e “nomos” (“regras” ou “normas”). Trata-se, portanto, do estudo do relacionamento entre o homem e seu ambiente de trabalho. Ele parte da aplicação de conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia nesse ambiente, também conhecida como “engenharia dos fatores humanos”, e pode ser classificado como ergonomia cognitiva e ergonomia organizacional. A ergonomia cognitiva também é conhecida como engenharia psicológica e está voltada para um conjunto de processos mentais, como atenção e percepção. Já a ergonomia organizacional tem como função […]
Open chat
Precisa de um advogado? Entre em contato